arte-site-sabado-holistico3

Super Sábado Holístico lota Teatro Dante Barone

O Super Sábado Holístico aconteceu no dia 28 de março com mais de 1 mil inscrições. Foi um momento de grande congraçamento entre terapeutas e simpatizantes. O evento foi aberto com a Chamada para a Espiritualidade com a terapeuta Anna Wertheimer, que fez uma harmonização por meio de terapia quântica Vibracional com os Sinos Atlantes de Cristal. Em seguida, houve a apresentação do ator Arnaldo Sobrinho sobre o significado de “Kokhamahá” (Sabedoria). O coordenador do evento, Giovani Cherini, saudou ao público e falou sobre o tema “Felicidade”. Anunciou que está programada, para o segundo semestre deste ano, a realização do 10º Encontro Holístico, em local a ser determinado.

Atendimentos terapeuticos

Houve cerca de 250 atendimentos nas seguintes terapias: Fluído de Bastões, Reiki, tarô, leitura da aura, Auriculoterapia (utilização do pavilhão auricular como área reflexa para o tratamento de inúmeras patologias do corpo humano), Radiestesia, Florais e EMC (Balancing Technique – técnica de liberação, transmutação e integração das potencialidades, de projetos e de memórias passadas e futuras). Foram proporcionadas várias vivências e ministradas oito palestras ao longo do dia.

Musicoterapia holística

maria-lina-super-sábado-holístico

O ciclo de palestras teve início com a musicoterapeuta Maria Lina sobre o tema “O Poder terapêutico e transformador da Musicoterapia Holística”. Com 30 anos de experiência e tocando piano desde os quatro, Maria Lina informou que as notas musicais provocam uma vibração, formando ondas magnéticas no nosso corpo. Fez uma relação entre as vértebras e as escalas musicais: cervical (7 notas), torácica (12 notas) e lombar (5 notas).

Segundo ela, a música penetra no cérebro muito mais profundamente do que se imagina. “Prova disso é o grande número de respostas fisiológicas a partir da terapia”, afirmou, acrescentando que o caminho vibracional não utiliza bisturis ou medicamento para tratar as doenças; diferentemente fornece energias sonora.

Rosos, sorrisos e Pet Terapia

Em seguida, a terapeuta Carolline Mello fez a vivência do Riso. “Permita que o sorriso se manifeste no seu dia a dia e estimule a felicidade no aqui e agora”, incentivou. Logo depois foi a vez da palestra da Karina Schutz, diretora da Pet Terapeuta (empresa que trabalha com intervenções assistidas por animais), com o tema “Bichos que fazem a Felicidade da gente”. Karina tem como companheiros de trabalho seus animais de estimação (5 cães, três calopsitas, um papagaio e dois coelhos) e juntos fazem atividades de recreação em locais como residenciais geriátricos, clínicas, APAEs, escolas e outras instituições trazendo o lazer e a descontração. Para a sua palestra levou o cachorro Phantom. É psicóloga com especialização em psicologia cognitivo-comportamental e atua em seu consultório na companhia dos pets como co-terapeutas, trabalhando no tratamento de diversos transtornos e patologias e evidenciando a importância dos animais na vida das pessoas.

Cantos, cristais, música e labirinto interior

Os cantores Izabel L’Aryan e Luciano Cesa levantaram o público com a vivência “Alegria: Chama Violeta” com as músicas “Saint Germain” e “Hare Krishna”. Em seguida, Ricardo Brito, mestre em Apometria com 32 anos de estudo, discorreu sobre o tema “A importância dos cristais para a evolução de todos no planeta”. Em sua fala, desmistificou a simbologia e trouxe o conhecimento e consciência do mundo mineral, destacando a seriedade dos cristais sob o prisma científico/espiritual e sobre sua energia eletromagnética às pessoas.
O músico Catuípe Jr. fez a vivência “O encontro do EU interno através da música” com a música “Eu sou a paz, eu sou o amor”. A seguir, os terapeutas Alexsandra Vieira e Franco Rossi proferiram a palestra “O labirinto, porta para a felicidade”. Com uma metodologia inovadora, Alexsandra é criadora e educadora do “Projeto Fluido Bastões” (desde 2008), no qual desenvolve uma pesquisa sobre a técnica Fluido Bastões, Cristal Fluídico, Mistral Massagem, Radiestesia Corpórea, Fluido Harmônico, Código de Luz e de Sombra. Para ilustrar sua palestra, Franco Rossi se utilizou dos 22 Arcanos Maiores do Tarô de Marselha. “O labirinto é o lugar que se perde para poder se encontrar”, explicou.

Música xamã e constelações familiares

Dentro das Músicas que Elevam, a xamã Rosângela Barcellos fez uma vivência com mantras xamânicos acompanhados pelo seu tambor. Em seguida, a psicóloga Rosângela Tedesco, a primeira brasileira com Formação Avançada em Constelações Sistêmicas, Coaching Sistêmico & Systemic Management pelaTalent Manager em Portugal (2007), falou sobre o tema “As dinâmicas invisíveis e a felicidade nas relações”. Na palestra, explicou sobre a maneira de como os laços invisíveis se conectam insconscientemente à família (antepassados e à família formada) e como podem conduzir ao destino e à forma de estabelecer vínculos afetivos, de amizade, profissionais e sociais. “Estes vínculos e o padrão em que estão formatados em seu campo vibracional influenciam diretamente a  maneira como você conduz a sua vida, em um projeto de evolução e superação ou de paralisação e retrocesso”, explicou, incentivando ao público um processo de identificação das relações que o impulsione para frente e para cima e daquelas que o empurre para baixo e impedem de evoluir e ter sucesso e autorrealização na vida.

Felicidade, saúde, mandalas

Na vivência seguinte, André Staehler passou a sua mensagem sobre “Felicidade” em uma técnica própria. Logo após, Carlos Guterres falou sobre o tema “A espiritualidade e a cura integral do Ser Humano”. Com 43 anos de estudo, Guterres afirmou que a espiritualidade é uma realidade sutil e material, explicando que a sutil é a mais importante porque é a dimensão das causas. “Tratar a dimensão material sem tratar a sutil funciona como paliativo, pois a raiz da desarmonia não está ali”, disse, acentuando que vida depende da energia que deve circular adequadamente. Segundo ele, existem cinco causas primordiais responsáveis pela dor e pelo sofrimento: preocupação (afeta o aparelho digestivo com a incapacidade de digerir pensamentos), tristeza (afeta o aparelho respiratório), medo (afeta o aparelho urinário e reprodutor), raiva (afeta a visão) e esforço (afeta a estrutura óssea). Na busca de um canal de expressão dos seus estudos, disse que encontrou as artes da cura vibracional, como a terapia floral. Na sequência aos estudos, descobriu no Jin Shin Jyutsu (arte ancestral de harmonização da energia vital no corpo) o caminho que procurava, integrando toda sua vida de estudos numa estrutura perfeita de expressão.
A especialista em Mandalas, Rosana Szalanki proporcionou a vivência “Mandalas para a felicidade”. Tratam-se do que chama de Mandalas Alquímicas: “pinturas pessoais exclusivas canalizadas dos Mestres e anjos da Grande Fraternidade Branca Universal que harmonizam o ser em todos os níveis”. Em seguida, como tradução simultânea, o mestre David Verdesi falou sobre “Visão – A libertação e iluminação em 20 anos ao redor do mundo”. Ao longo desses anos, pesquisou e comparou suas próprias experiências com as dos místicos, iogues, cavernícolas, homens santos e genuínos seres iluminados e selvas da Índia. Passou seus conhecimentos, sempre em busca da grande jornada da vida, a qual, segundo afirma, é a busca do autoconhecimento e de um entendimento do que significa a realidade.

Prêmio Kokhmahá e física quântica

A seguir, o músico Aley Shanti fez uma vivência por meio do Mantra da Felicidade para harmonizar o ambiente.
A exemplo do que ocorre nos Encontros Holísticos, foi realizada a entrega do “Prêmio Kokhmahá”, em sua quinta edição, às entidades, instituições, veículos e pessoas que se destacam na aplicação de terapias alternativas. Os homenageados que propagam, difundem e estudam as terapias complementares foram os seguintes: Nikola Tesla Institute Brasil; Instituto Mente Viva; Reciclando ideias – Ecolivros, Sincronário da Paz, Reiki Hospitalar no Hospital Nossa Senhora das Graças de Canoas.
Na conclusão da noite, Harbans Al Arora, conclui a noite com sua palestra sobre a Felicidade.
Terezinha Tarcitano – Assessora de Imprensa

Obrigado!