Crise da Saúde no RS – Bancada Gaúcha se reúne com Michel Temer

Crise da Saúde no RS – Bancada Gaúcha se reúne com Michel Temer
Compartilhe!

Coordenada pelo deputado federal Giovani Cherini (PDT/RS), a Bancada Gaúcha no Congresso Nacional se reuniu nesta terça-feira, 26, em Brasília, com o vice-presidente da República, Michel Temer. Na oportunidade, os parlamentares trataram das dificuldades enfrentadas na área da saúde no Rio Grande do Sul.

Conforme Giovani Cherini, o vice-presidente está ciente da situação que está sendo enfrentada pelos gaúchos. Por isso, ele já marcou uma audiência com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, na semana próxima semana. “Queremos que as Unidades de Pronto Atendimento – UPAs tenham funcionamento acordado entre os municípios e o governo federal”, disse o deputado federal. Ele ressalta que as UPAs devem se flexibilizar a realidade de cada município, em termos financeiros e atendimentos à população.

A carência no atendimento na saúde pública no Rio Grande do Sul faz com que 16 unidades prontas para receber entre 150 e 450 pacientes ao dia sigam fechadas. Juntas, as estruturas têm capacidade de atender a 4.050 pessoas diariamente, em um mês, poderiam prestar serviços a 121,5 mil pacientes. A divergência também torna incerta a inauguração de outras 15 UPAs, criando perspectiva de que serão 31 unidades paradas.

Giovani Cherini enfatizou, ainda, que os hospitais gaúchos têm a receber mais de R$ 300 milhões do Estado e que, no momento, não há meios de se financiar a área da saúde. “O Rio Grande do Sul recebe R$ 133 milhões e gasta mais de R$ 150 milhões. Portanto, existe déficit de R$ 20 milhões”, expôs o coordenador da Bancada Gaúcha.

Assunto extra surgido no encontro tratou das universidades comunitárias e Fies, que será debatido pelos deputados e senadores gaúchos no Ministério da Educação (MEC) nesta quinta-feira, 28, às 15h30min, com o ministro Renato Janine Ribeiro.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *